Todos por São Luís

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Prefeitura apresenta balanço de ações da Educação ao CMDCA




A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participou da plenária  ordinária do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Na ocasião, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, apresentou o balanço das ações desenvolvidas na gestão do prefeito Edivaldo para a melhoria da qualidade da educação em São Luís.
A aprovação do Plano Municipal de Educação (PME); o plano de requalificação estrutural das unidades de ensino, com a recuperação simultânea de mais de 40 prédios escolares; as ações de enfrentamento à violência no espaço escolar; e os investimentos na área da  Educação Especial, com a formação de mais de 900 professores em cursos da área e o aumento do número de salas de recursos de 39 para 116 foram algumas das ações destacadas pelo titular da Semed. "Estamos constantemente trabalhando para cumprir com os compromissos firmados e garantir a efetivação dos direitos estabelecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente", afirmou Geraldo Castro.
A presidente do CMDCA de São Luís, Maria Neuza da Silva Ribeiro, destacou a importância dos principais representantes do poder público se fazerem presentes às reuniões ordinárias do Conselho para discutir temas relevantes para a garantia de direitos às crianças e adolescentes.
"Fico feliz que o secretário Geraldo Castro Sobrinho tenha, ele mesmo, comparecido para representar a Secretaria e apresentar as ações da pasta. Tendo em vista que o conselho é um órgão deliberador e controlador de políticas públicas voltadas para a infância e adolescência, a fala do titular da Semed é de extrema importância nesse contexto", , assinalou Neuza Ribeiro.
Aproximadamente 30 pessoas participaram da plenária ordinária do CMDCA, que contou com a presença ainda de representantes da Secretaria Municipal a Crianca e Assistência Social (Semcas), Agência Matraca, Centro de Defesa Pe. Marcos Paserino, conselhos tutelares e demais organizações não-governamentais ligadas à defesa dos direitos da infância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário