Todos por São Luís

domingo, 26 de julho de 2015

“A educação deve ser a prioridade”, afirma deputado Wellington sobre desafios das grandes cidades

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) participou, na manhã deste sábado (25), do 1°Ciclo de Debates sobre os Desafios das Grandes Cidades Brasileiras, que discutiu sobre a “Assistência Social na Redução da Violência”. A palestra foi ministrada pelo prefeito de Vitória (ES), Luciano Rezende (PPS).
O evento aconteceu na Assembleia Legislativa e contou com a presença da deputada federal Eliziane Gama (PPS); da presidente da Associação dos Defensores Públicos do Maranhão, Clarisse Binda; do secretário de Estado da Igualdade Racial, Gerson Pinheiro; do subcomandante da Polícia Militar, Coronel Sá, do presidente do Democratas (DEM), Ricardo Guterres; do presidente do PRTB, João Câncio, do secretário geral do Partido Progressista (PP), Hamilton Ferreira; do vice-presidente da FIEMA, Cláudio Azevedo, além do deputado estadual Cabo Campos (PP) e membros da sociedade civil.
Na ocasião, o deputado Wellington debateu sobre a redução da violência e aproveitou para discutir sobre os “métodos” que o palestrante e prefeito Luciano Rezende utilizou em Vitória (ES) para atenuar a violência na capital. O parlamentar destacou, ainda, que o evento permite a troca de experiências e debates sobre os projetos que foram bem sucedidos em outras regiões.
“A sociedade enfrenta inúmeras problemáticas, entre elas os altos índices de violência. Hoje, os pais de família, os estudantes e os trabalhadores saem de casa e não mais sabem se voltarão. Estando ciente disso, apresentei e continuarei apresentando inúmeras proposições em defesa da Segurança Pública. Ressalto que para que a Segurança torne-se a regra, faz-se necessário priorizar a educação. São medidas concomitantes. É preciso investir em educação e, como consequência, teremos uma sociedade com menos violência e crueldade. Ratifico a educação como o instrumento mais eficaz na transformação de realidades e, assim, a arma mais poderosa no combate à violência”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário