Todos por São Luís

sábado, 18 de abril de 2015

Prefeitura de São Luís dialoga sobre Educação com jovens da Cidade Olímpica

Fonte: Assessoria 

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), reuniu-se com jovens da área da Cidade Olímpica para dialogar sobre temas referentes à educação municipal. A ação integra o projeto Rede Jovem de Controle Social, de iniciativa da Agência de Notícias da Infância Matraca.
A comitiva de jovens foi recebida pelo secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, que destacou a importância da participação da juventude para a melhoria dos indicadores educacionais. "Estamos permanentemente à disposição. Momentos como este nos dão a oportunidade de receber dos jovens a noção concreta do que eles estão sentindo e são também uma oportunidade de prestação da contas, de mostrar o que estamos fazendo, dentro do que nos determina o prefeito Edivaldo Holanda Júnior", destacou o secretário de Educação.
A reunião realizada na Semed foi a primeira de um conjunto de quatro encontros previstos no decorrer do projeto. O objetivo é estabelecer um canal de diálogo permanente dos jovens com a Prefeitura de São Luís, qualificando-os para realizarem, eles próprios, o controle social das políticas públicas.
A iniciativa prevê ainda a criação de canais de comunicação específicos, que disseminem para a população em geral o resultado desse monitoramento. Para Luiziane Saraiva, uma das coordenadoras da Rede Jovem, o projeto é uma ferramenta de exercício da cidadania. "Os jovens atuarão em prol da comunidade onde vivem e, a partir da sua atuação como agentes fiscalizadores das políticas públicas, terão sua noção de cidadania fortalecida", disse ela.
Wesley Fran Cabral Costa, 20 anos, participou da reunião e avaliou como positivo o resultado da conversa. "Foi muito esclarecedor. Gostei muito do acolhimento, de como todos foram receptivos e de como as informações foram prestadas com transparência. Os problemas existem e a reunião de hoje foi uma oportunidade de entendermos o que está sendo feito para revertê-los", avaliou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário