Todos por São Luís

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Kátia Abreu promete R$ 9 bilhões para o pré-custeio da safra. R$ 7 bilhões já estão disponíveis no Banco do Brasil. Outros R$ 2 bilhões viriam da Caixa.


Alexandro Martello
Do G1, em Brasília

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, informou nesta terça-feira (14), após reunião no Ministério da Fazenda, que os recursos para o pré-custeio, modalidade de financiamento para compra de insumos para a safra, deverão somar R$ 9 bilhões. Segundo ela, as condições do pré-custeio serão anunciadas nesta quarta-feira (15).
"Agora vai sair o pré-custeio. Está faltando detalhezinho só. O pré-custeio vai sair amanhã. Já está disponível recurso no Banco do Brasil. Vai sair R$ 7 bilhões no Banco do Brasil e R$ 2 bilhões na Caixa. Os R$ 7 bilhões no Banco do Brasil é para a agricultura geral e os R$ 2 bilhões da Caixa, com juro menor, para o Pronamp [médios agricultores]", declarou a ministra da Agricultura a jornalistas.
Os produtores do Centro-Oeste têm reclamado da demora do governo em liberar os recursos do pré-custeio, o que geralmente acontece em meados de fevereiro e março de cada ano. Segundo eles, a alta do dólar, embora melhore as perspectivas para as vendas externas em um cenário de queda dos preços das "commodities" (produtos básicos com cotação internacional, como alimentos), também encarece os insumos importados.
A ministra não fez comentários, porém, sobre a taxa de juros do pré-custeio. Atualmente, a taxa média está em 6,5% ao ano no plano safra 2014/2015 - que termina em junho próximo.

O governo já sinalizou que deve haver um aumento da taxa de juros. Nesta semana, o ministro da Fazsenda, Joaquim Levy, informou que o Plano Safra será apresentado "com realismo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário