Todos por São Luís

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Maranhão desafiou PT nacional e fez 2º turno


À revelia da direção do PT nacional, a Executiva do partido no Maranhão realizou ontem o segundo turno das suas eleições internas, mesmo sem apoio dos municípios controlado pela corrente que apoiou o atual presidente Raimundo Monteiro, o "Monteirinho de Roseana", no primeiro turno do PED.

Na eleição de domingo, mesmo com o boicote patrocinado pelo pessoal ligado ao vice-governador, Washington Oliveira, segundo informou a comissão estadual eleitoral,  dos cerca de 120 municípios que participaram das eleições do primeiro turno, 72 foram às urnas nesta etapa.

O processo para a escolha do presidente estadual do PT no Maranhão havia sido suspenso pela direção nacional, alegando que houve atraso na envio do resultado, mas a decisão foi ignorada pelos dirigentes locais, que realizam ontem o segundo turno.

"De acordo com o regulamento de eleição do próprio PT, não há outra data para se fazer o segundo turno. A meu ver, a eleição de hoje [ontem] tem toda a legitimidade", disse Ivaldo Coqueiro, secretário de organização local.

O atual presidente do PT-MA, Raimundo Monteiro, que anunciou ter sido reeleito no primeiro turno, duvida que a votação seja validada. Monteiro alega que sua contagem paralela dos votos dão a ele a vitória no primeiro turno. O resultado oficial anunciado pelo presidente da comissão eleitoral, Ivaldo Coqueiro, no entanto, garantiu o segundo turno.  

2014 - O pano de fundo para a disputa no PT no Maranhão é a reeleição da presidente Dilma Rousseff em 2014.

Hoje, o PT apoia o PMDB da governadora Roseana Sarney. Já o adversário de Monteiro, Henrique Sousa, quer que o partido lance candidato próprio no Estado e apoie no segundo turno o pré-candidato do PC do B, Flávio Dino, rival da família Sarney. (Com informações da Folha de São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário