Todos por São Luís

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

PT e PCdoB fazem festa para Dilma no Maranhão e o Sarney é que fica com os cargos federais no Estado

Waquim, Comerciário e Flanklin: aliados do Sarney
O PT e o PCdoB do Maranhão organizaram uma mega  festa para receber a presidente Dilma Rousseff(PT) na semana passada.   A visita  fazia parte de um ensaio de apoio político das esquerdas do Brasil  à governabilidade e contra um suposto “golpe”, segundo eles,  arquitetado pela direita. O evento também era uma tentativa de catapultar o governador Flávio Dino(PCdoB) rumo a um projeto de liderança nacional tendo como mote a mobilização das forças ditas progressistas em prol do Governo Dilma.
Pelo visto Dilma Rousseff não entendeu direito as reais intenções do governador comunista. Logo depois da visita ao Maranhão - a presidenta (mais uma vez) mostrou que pouco se importa com as futricas politicas domésticas entre  Sarney e Flavio Dino. Em troca da festa organizada pelos esquerdistas, ela entregou  os cargos federais aos aliados  Sarney.
Enquanto o PT do Maranhão aumentava o coro “não ao golpe”, durante a visita da presidente Dilma a São Luís na segunda-feira(10), os principais cargos do governo federal no Estado era distribuídos para “aliados” ligados ao clã-sarney.
Pelo menos três deles, já têm nomes certo e indicações garantidas:
Para a Companhia dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional, o nome é do ex-deputado Federal Sétimo Waquim(PMDB), aliado da oligarquia maranhense.
A indicação do marido da ex-prefeita peemedebista de Timon, Socorro Waquim, causou descontentamento do deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da nova Mesa Diretora da Câmara Federal, pois o Ministério é comandado pelo PP, nada mais justo que o cargo no Maranhão ser indicação no partido local.

Outro sarneysista que assumirá cargo federal é o ex-secretário extraordinário de Articulação Institucional do governo Roseana, o petista Rodrigo Comerciário, assumirá a Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário (DFDA) no estado do Maranhão. A indicação segue orientação direta do ex-presidente do senado, José Sarney.
Para completar a lista de ex-auxiliares do governo Roseana Sarney que irão para o governo federal, fecha a lista o ex-secretário de Estado de Pesca e Aquicultura, Davidson Franklin, que será nomeado nos próximos dias superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) no Maranhão.
O cargo até então ocupado por um petista, que lutava para indicar um companheiro do mesmo partido, vinha sendo disputado pelo PMDB e PDT, mas ninguém conseguiu impedir que o sarneysista Cléber Verde, deputado federal do PRB, fizeram a indicação.
Por fim, resta saber se a enrolada Genilde Campagnaro, que curiosamente também é ex-auxiliar de Roseana Sarney, ocupou a Secretaria de Estado do Meio Ambiente(SEMA), vai mesmo assumir a Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura no Maranhão. Ela é apadrinhada pelo Deputado Federal Sarney Filho(PV).

Nenhum comentário:

Postar um comentário