Todos por São Luís

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Prefeitura e Ministério dos Esportes realizam formação para monitores

Monitores dos programas Mais Educação e Segundo Tempo participam até esta sexta-feira (21) da II Formação do Programa Esporte da Escola. Ministrada por uma equipe do Ministério dos Esportes, a formação acontece anualmente e reúne cerca de 200 monitores dos dois programas, que atuam nas redes municipais de São Luís e nos demais municípios da ilha. A formação está sendo realizada no auditório Josué Montello da Universidade Ceuma, Campus Renascença.
A abertura da atividade contou com as apresentações da banda marcial da escola Henrique de La Roque, do município de Paço do Lumiar, e do coral "Melodia com as Mãos", formado por estudantes surdos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Maria Alice Coutinho, de São Luís. O secretário Geraldo Castro Sobrinho recepcionou os monitores durante a solenidade de abertura e destacou a importância da prática esportiva para crianças e adolescentes.
"Programas como o Mais Educação e o Segundo Tempo aumentam a permanência das nossas crianças e adolescentes na escola sendo, assim, grandes incentivadores da educação em tempo integral, política defendida pelo prefeito Edivaldo. Por meio das ações intersetoriais propostas nesses programas, a escola se torna um espaço atrativo, de atividades de cultura, artes, lazer, esporte e acompanhamento pedagógico", disse o secretário Geraldo Castro Sobrinho.
OFICINAS
A formação é sediada pela Prefeitura de São Luís em parceria com os municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa e do governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Também conta com o apoio da Universidade Ceuma e dos cursos de Educação Física da Faculdade Estácio e da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Além de fortalecer a proposta pedagógica dos dois programas, a formação conta com oficinas e aulas esportivas, que ajudam os monitores a encontrar maneiras diferenciadas de trabalhar o esporte nas escolas. Capoeira, dança e futsal são algumas das modalidades trabalhadas.
A coordenadora nacional do Programa Esporte na Escola, Lorena Villar, explicou que os monitores recebem orientação também sobre os procedimentos metodológicos, planejamento de aulas e montagem de planos de ensino. "A partir de conceitos gerais do programa, buscamos fornecer embasamento técnico e teórico para o trabalho nas escolas, fazendo com que os profissionais saibam usar a prática esportiva para trabalhar questões de socialização, respeito, inclusão e combate à violência, por exemplo", explicou Lorena.
Arimagno da Silva Peres está há 4 anos como monitor do Programa Mais Educação e, atualmente, trabalha com os adolescentes da U.E.B. Newton Neves, na Vila Palmeira. Ele define a prática esportiva como a chave para um desenvolvimento físico e mental sadio nesse faixa etária. "O esporte agrega a criançada, tira da marginalidade e dá ocupação. As formações oferecidas pelo Ministério dos Esportes são excelentes. Estou participando pela segunda vez e sempre consigo tirar alguma coisa nossa, seja pelos conhecimentos que agregamos nas aulas, seja pela troca de experiências com os outros monitores", avaliou ele.

Um comentário:

  1. Educação em tempo integral é a chave para nossos jovens não se perderem em tantos outros males do nosso mundo. Acredito que a educação evita que eles se envolvam com drogas ou com o crime. Além disso, eles crescem com mais carater para viver dignamente. Parabens a prefeitura de Slz.

    ResponderExcluir