Todos por São Luís

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Governo realiza reunião em São Mateus para tratar da revitalização do Projeto Salangô

Lideranças de oito associações comunitárias rurais do Projeto de Irrigação Salangô, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STTR) e técnicos das secretarias estaduais de Agricultura (Sagrima) e Agricultura Familiar (SAF), participaram de uma reunião para tratar da revitalização do projeto Salangô. O encontro foi organizado pelo Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), na sexta-feira (7), no município de São Mateus.

Recentemente esse projeto foi oficialmente reativado pelo governador Flávio Dino que anunciou investimentos na ordem de R$ 3 milhões, que beneficiará cerca de 457 famílias de agricultores.

Na reunião, o presidente do Iterma, Mauro Jorge foi acompanhado dos diretores de Recursos Fundiários, Chico Freitas, de Assentamento, Levi Pinho e técnicos do Instituto. O objetivo foi discutir os trabalhos de vistoria e demarcação dos lotes. “Essa etapa de recadastramento dos irrigantes já concluímos, agora serão identificadas as respectivas áreas de posse, para que se tenha um diagnóstico da realidade atual”, informou Mauro Jorge.

De acordo com Chico Freitas, a reunião realizada na sede do sindicato rural demonstrou que existe uma firme decisão do governo estadual sobre a revitalização do Salangô. “Esse esforço, por meio do Iterma, SAF, Sagrima e Agerp, visa beneficiar as famílias dos trabalhadores rurais com sistema de irrigação, regularização fundiária, demarcação dos lotes e assistência técnica, para potencializar a produção de alimentos na região e melhorar a qualidade de vida dessas famílias”, concluiu o diretor.

O secretário adjunto da SAF, Chico Salles, destacou a importância econômica e social que o projeto representa para o Maranhão. “Vamos trabalhar com o propósito de garantir a revitalização desse projeto que estava abandonado há duas décadas e a SAF terá participação fundamental nesse processo que contribuirá com o melhoramento dos indicadores sociais”, disse.

O gestor do projeto, Francisco Martins, informou que será efetuado um trabalho inédito de levantamento do patrimônio do Salangô, que é do Estado, e a partir de agora cada usuário dos equipamentos será responsável pelo mesmo, através da assinatura do termo de responsabilidade.

O Salangô tem uma área total de 3.600 hectares, sendo 600 hectares para o plantio do arroz irrigado e 2 mil hectares para o regime de arroz sequeiro e outras culturas. O empreendimento foi concebido para operar com vários sistemas de irrigação.

Lagoa Grande

Os dirigentes do Iterma, Mauro Jorge e Chico Freitas, ainda na sexta-feira (7), participaram de uma reunião no sindicato dos trabalhadores rurais do município de Lagoa Grande. Vários assuntos foram discutidos como a realização da audiência pública no STTR visando orientar os trabalhadores rurais quanto ao procedimento e documentação necessária para iniciar o processo de regularização fundiária. Os técnicos do Iterma já iniciaram o trabalho no município.

O secretário de estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, o adjunto da SAF, Chico Salles, o prefeito Jorge de Melo (PT), o ex-deputado Domingos Dutra e dirigentes do STTR, também participaram da reunião.


Nenhum comentário:

Postar um comentário