Todos por São Luís

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

ELEIÇÕES 2014: SE A INDICAÇÃO DO VICE DE FLÁVIO DINO FOSSE HOJE, O NOME SERIA DO PDT

Convenção do PDT na Assembléia Legislativa
A Convenção do Partido Democrático Trabalhista (PDT) realizada no fim de semana em São Luís fortaleceu a unidade do partido e uniu as bases em torno de um projeto político de poder para o Maranhão em 2014. Os convencionais decidiram que  o PDT  vai unido com Flavio Dino(PCdoB) na disputa pelo Governo do Estado. Na composição  os trabalhistas exigem a participação na chapa majoritária do comunista com a vaga de vice-governador.
Marcio discursa na Convenção do PDT
 Nesse momento a conjuntura estaria favorável ao PDT na indicação do vice. O partido é credenciado  pela sua história. Com uma militância aguerrida e atuante que sempre marcou as lutas da oposição no estado. Flavio Dino sabe da importância do PDT como partido aliado no projeto de chegar ao Palácio dos Leões lutando contra o Grupo Sarney em 2014.
Werwerton e Leitoa
Com a conjuntura a seu favor, se a escolha do vice  fosse hoje, o nome seria do PDT. E o nome sendo do partido da rosa,  os convencionais apontaram a vontade do partido para o empresário Marcio Honaiser. Marcio, além de ser da base do PDT, é o presidente do diretório de Balsas. Honaiser é humilde e muito querido no PDT, um empresário bem sucedido com uma imagem intocável. Fez polititica no  movimento estudantil  pela juventude pedetista nas décadas de 80 e 90. Marcio demonstrou  força na Convenção  liderando mais de 18 diretórios da Região Sul dos Estado.
Dino participou da Convenção do PDT
Mas como a eleição é só em outubro do ano que vem, muita água ainda vai rolar e tudo ainda pode acontecer daqui pra lá. O PDT ainda está ressentido com as promessas   não cumpridas  das eleições de 2012 pelo grupo político que participou e elegeu o prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Junior(PTC).  Muitas promessas ainda não foram cumpridas.

Para o PDT,  se a indicação de vice-governador não sair do partido,  as bases já teriam um “plano b”.  Lançar  um candidato próprio a governador. Nesse caso o partido já teria até o nome. Segundo uma fonte de espinho grosso e afiado da rosa, esse nome seria do ex-prefeito de Santa Rita Hilton Gonçalo. O ex-prefeito  continua filiado ao partido e ainda sonha sair candidato a governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário