Todos por São Luís

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

ELEIÇÕES 2014: A SAÍDA DO PSB DO GOVERNO DILMA PODE INFLUENCIAR NO JOGO SUCESSÓRIO DO MARANHÃO


Eduardo e Dino: juntos no Maranhão
Com a saída do Partido Socialista Brasileiro, PSB, da base do Governo Dilma Rousseff(PT) começa a se definir o cenário   para a disputa para presidência da república em 2014. As primeiras mudanças no quadro nacional já pode ter reflexo na disputa nos estados, principalmente,  na eleição de governo do estado.
 Aqui no Maranhão a aproximação de Eduardo Campos(PSB) com Flávio Dino(PCdoB) aponta para um projeto forte e competitivo. Eduardo é um candidato viável que tem como agregar e crescer muito na disputa. O socialista tem um governo bem avaliado  pelo povo de Pernambuco, portanto,  vai ter o que mostrar no horário eleitoral.
A saída do PSB  do Governo Dilma é um sinal cada vez mais claro da repetição da aliança do PT com o PMDB. Com saída dos socialistas, a candidatura  de  Dilma perde um aliado histórico e importante e ganha um contorno mais à  direita. Com eminente possibilidade da reedição da chapa PT/PMDB é natural que aconteça a mesma coisa aqui no Maranhão. Com isso   afasta ainda mais o PSDB de uma eventual aliança com  candidato Luís Fernando Silva(PMDB). Afinal de contas, água e óleo não se misturam. PT e PSDB .
Com uma candidatura forte e competitiva como  a do comunista Flavio Dino, a tendência é que os presidenciáveis   necessite mais do comunista do que o contrário. Nesse ponto, a formação de palanque no Maranhão para presidência  da república é mais quem vai querer está do lado do comunista.

A demonstração de unidade das oposições nos eventos do último final de semana deixou o Grupo Sarney preocupado. As oposições de esquerdas demonstraram  que estão com  Flavio Dino.  Só falta agora trazer para o grupo o PPS e o PSDB.  Mas isso é só uma questão de tempo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário